Esperava poder contar estas histórias no Rádio Clube., somando-as a outras 70 que lá contei sobre a minha luta contra um cancro. Não vai acontecerr! A PRISA/MCR, vai despedir-me... Despede-me, ok...mas não me cala. Continuarei aqui esses relatos

Estoy seguro que usted en este momento tiene conocimiento de que uno de los visados del plan de despidos en Portugal de vuestro grupo Prisa es Pedro Murias. Yo no lo conozco y lo que sé de los pocos hechos es lo que leí en un blog de alguién que mucho estimo, un gran periodista Portugues que se llama Carlos Narciso (su blogue se puede acesar en www.http://blogda-se.blogspot.com).

Estoy seguro que a Pedro Murias, si es como yo y como la generalidad de las personas de este País, no le gustaría que estuviera a escribirle este correo, pero es mas fuerte que yo. Cuando se sabe que alguien que recibe la noticia que tiene un cáncer y lucha por su vida, tenga que añadir a eso el echo de que va a perder su labor, lo que me ocurre es que eso solo puede pasar por desconocimiento total de quien lo esté echando a la calle. Porque no conozco las razones del eventual despido, lo unico que le ruego es que por favor se informe de la situación, que le dè un vistazo, estoy seguro que encontrará en ese hombre el valor y la circunstancia suficiente para que la decion correcta sea conservarlo y continuar la gran humanidad ibérica a que llaman emotividad latina y que sin embrago es para mi uno de los mayores capitales de una cada vez mas descaracterizada Europa.
 
TT

publicado por Novas Crónicas da Sala de Espera às 11:45 | link do post
caro pedro
não nos conhecemos, mas soube da sua história por um grande amigo e camarada: carlos narciso. Só pra que saiba também na minha familia sentimos bem o peso de um cancro. No caso foi a minha mulher. Na mama. Descobrimos a seguir que dois ( gémeos ) dos nossos 4 filhos são autistas. Continuámos. A Instituição onde trabalho mudou-me se local de trabalho, numa espécie de despedimento, dado que moramos numa casa da Instituição que temos de abandonar. Porque me limitei a afrontar um déspota de um comandante. Continuamos. Quero dizer-lhe que não se cale e que continue e um dia, por mim, por si, pela minha mulher e pelos meus filhos ainda alguém há-de tornar isto num local bom para viver e criar crianças. Nem que seja à força de balas numa revolução onde substituamos os cravos por sangue. Eu estarei na primeira linha e por si também. Obrigado pela sua coragem e bem haja.
paulo t a 15 de Novembro de 2009 às 13:41
"Humanidad ibérica".......
tia altisidora a 29 de Dezembro de 2010 às 23:36
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
14
15
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
comentários recentes
"A Tua Consciencia", Antonio María Lunardi...........
Apresentações do livro “Saude 24 horas” pelo autor...
"Humanidad ibérica".......
Juan Luis Cebrián fechou CNN+......
Adeus Pedro. Até sempre.
Caro Pedro Por uma amiga comum venho apenas agor...
quer um conselho dum colega de luta (sou utente do...
Pedro, só agora, depois de o ver na rtp1, percebi...
Pedro Boa noite, Foi uma pena que tenha dado tanto...
Uma perfeita injustiça. Como é possível tal coisa....
arquivos
links
blogs SAPO